Noivos com pais separados: como fazer a entrada dos noivos no casamento?

Hugo PeresSaiba mais sobre “Hugo Peres”
Foto: Hugo Peres

Planejar o casamento é uma tarefa cheia de altos e baixos. Para garantir que o dia do casamento seja feliz e confortável para todos os envolvidos, é necessário mexer em alguns assuntos que nem sempre são agradáveis, como a questão dos pais separados e a entrada dos noivos na cerimônia.

Malu VieiraSaiba mais sobre “Malu Vieira”
Foto: Malu Vieira

A entrada dos pais na cerimônia é imprescindível, afinal de contas a separação deles não é motivo para evitar esse grande momento ao lados deles. É muito legal ver o pai entrando com a noiva e a mãe com o noivo!

Malu VieiraSaiba mais sobre “Malu Vieira”
Foto: Malu Vieira

O protocolo diz o seguinte:
A mãe do noivo entra com o noivo. O pai da noiva entra com a noiva e a mãe da noiva entra com o pai do noivo.

* Isso é apenas uma sugestão. Podemos alterar esta escolha de acordo com a convivência familiar.

O grande inconveniente é que ao final da cerimônia os pais que antes entraram com os filhos, agora precisarão sair junto (como um casal), e é aí que devemos planejar bem como devemos proceder.

Dri CastroSaiba mais sobre “Dri Castro”
Foto: Dri Castro

- Se os pais são separados e solteiros,  mas tem uma relação amigável.
Neste caso não há motivos para mudar o protocolo, certamente eles ficarão confortáveis em permanecer um ao lado do outro durante toda a cerimônia e sair juntos no final dela.

- Se os pais são separados e um deles está em um novo relacionamento.
Neste caso o ideal é que os pais acompanhem os filhos durante o cortejo, normalmente e após entregar os noivos no altar, o que estiver acompanhado sente no primeiro banco ao lado do (a) novo(a) companheira(a).  A mãe solteira ou pai solteiro pode permanecer no altar acompanhado de um filho(a).

- Se os pais não possuem uma relação amigável
A entrada dos noivos com seus pais pode permanecer a mesma, porém quando os noivos chegarem ao altar, é interessante reservar a primeira fileira de banco para todos os padrinhos e pais, para não eles não fiquem expostos. Desta forma a relação “não amigáveis” deles não será percebida. Ao final da cerimônia a mãe pode sair com um filho ou sobrinho, ou qualquer figura masculina de importância para os noivos, e vice e versa.

Quando o pai ou a mãe são falecidos
Os noivos poderão ser acompanhados de qualquer membro da família que tenha importância para o casal, como irmãos, tios, avós, padrinhos ou até mesmo amigos. E poderá homenagear no casamento os pais ausentes com relicários e porta-retratos.


Rubia Rocha, publicitária, designer e apaixonada por artesanato, estava decidida a produzir o seu próprio casamento na intenção de encontrar alternativas criativas para subir ao altar. Para se organizar melhor, começou a arquivar as melhores inspirações e ideias em um blog, o Blog do casamento, que hoje é referência no assunto.

Contate as empresas mencionadas na matéria:

Gostou deste artigo? Compartilhe

Mais informação

Comentários (1)

gabiranna
25 mar de 2015

A mãe de um amigo faleceu dias antes do casamento dele. ele entrou com o vestida de festa que a mãe iria usar dentro de uma caixa transparente.
Foi um chororô só.

Responder

Deixe seu comentário

Crie gratuitamente o site perfeito para seu casamento!

100% personalizável e com centenas de temas para escolher Ver mais layouts >

Quer divulgar a sua empresa no Zankyou?
O Zankyou oferece a oportunidade de mostrar o melhor da sua empresa para milhares de noivos que nos utilizam na organização do seu casamento em 20 países. Mais informação