• Magazine
  • Atualidade

Milão Fashion Week Primavera-Verão 2019: diversidade, cores fluorescentes e estampas revolucionárias

A Milão de Fashion Week terminou e fizemos um balanço com os melhores looks que vimos nas passarelas italianas. Você vai perder?

  • Atualidade
  • International
  • Fashion week
  • 2019
  • Galleries

As grandes marcas já começam a mostrar suas coleções Primavera-Verão 2019. Depois da semana de moda de Nova York e Londres, agora chegou a vez de fazer um balanço sobre a Milão Fashion Week, uma das vitrines mais importantes do mundo fashion.

O desfile que causou mais burburinho e emoção foi, sem dúvida, o da Dolce & Gabbana, protagonizado pela diversidade de seus modelos, que incluia pessoas de todos os sexos, físicos e idades, além de estrelas como Monica Belluci, Carla Bruni, Bruna Marquezine, Helena Bordon ou Emily Ratajkowsky. Looks clássicos e estampas características da grife, assim como vestidos longos, curtos, estampados e minimalistas, explorando todas as versões desta peça. Detalhes em animal print, tendência para a próxima temporada, não ficaram de fora da passarela.

O branco foi um dos protagonistas da Fashion Week de Milão, e, mesmo não sendo a cor mais recomendada para convidadas de um casamento, a variedade de modelos vistos durante esta semana até nos faz pensar que poderíamos arriscar algum modelo com essa cor. Assim nos mostrou Jil Sanders, que também cativou com preto, enquanto Versace fez isso com cores e a aparentemente impossível mistura de estampas.

Gigi e Bella Hadid, Irina Shayk e Gaia Gerber participaram do desfile de Max Mara, onde as peças maxi marcaram presença em peso. Por outro lado, Alberta Ferretti apostou por cores neutras e rendas em um dos desfiles mais sofisticados.

Armani triunfou com branco completo ou com roupas com cores fluorescentes  especialmente verde, azul e fúcsia, e algum outro tecido transparente. E dentro do excêntrico, Moschino foi um dos escolhidos por seus modelos que simulavam traços feitos com marcador. Um espetáculo que contou com a participação de Kendall Jenner.

As estampas com toque étnico e babados também pousaram em uma passarela cheia de contrastes. Stella Jean foi uma das suas principais representantes, mas também a Etro, com sua mistura arriscada de desenhos e cores. Missoni, por sua vez, também apostou pelas cores, mas ainda mais pela reinvenção dos babados que prometem cativar na próxima temporada.

Prateados e estampas xadrez marcaram a tendência no desfile de Roberto Cavalli, onde Bella Hadid foi a protagonista. Por sua parte, Salvatore Ferragamo, sóbrio em algumas de suas composições, surpreendeu com duas peças cor-de-rosa que prometem estar presentes nesta temporada.

Um dos mais extravagantes e provocativos foi, mais uma vez, Philipp Plein com estampas militares, prata e couro como os principais ingredientes de seus modelos. A MSGM triunfou sobre a variedade, sem nenhum padrão concreto além da disparidade.

Blumarine foi uma das grifes mais frescas e simples, mas de uma maneira positiva. Tod’s também se manteve discreta, mas bordou ousadia com um  tecido espetacular, baseado em couro.

Não perca esta galeria com um resumo do melhor que vimos na passarela da Milão Fashion Week e encontre inspiração que você procura para o seu próximo look de convidada.