4 conselhos para combater o vício em celular. Tenha uma vida feliz a dois!

4 conselhos para combater o vício em celular. Tenha uma vida feliz a dois!

Mayim nos convida a buscar todas as maneiras possíveis para equilibrar a frieza de um celular com a nossa vida real, deixando assim de seremos escravos do digital. Para conseguir isso, ela compartilha conosco os 4 passos que podem nos ajudar nesse novo estilo de vida.

4 conselhos para combater o vício em celular. Tenha uma vida feliz a dois!
Foto DeathtoStock Shutterstock
  • Vida a dois
  • Recomendações

Antes da era dos smartphones, tínhamos que esperar para chegar a nossa casa para saber se tínhamos recebido uma ligação ou se a secretária eletrônica havia salvado mensagens (se tivéssemos uma secretária eletrônica). Claramente, não éramos constantemente informados sobre cada um dos passos daquele menino ou menina de que gostávamos, nem recebíamos centenas de notificações todos os dias de cada pessoa que queria (ou não) entrar em contato conosco. Nos tornamos dependentes ou viciados em nossos celulares.

De manhã, acordávamos graças ao despertador, ou simplesmente porque alguém nos acordava ou batia na porta e começávamos o dia olhando para os rostos das pessoas. Isso nos fazia realmente conversar um com o outro, interagir de uma maneira real com o mundo ao nosso redor, seja no restaurante, na cozinha ou no trabalho. No entanto, hoje tudo isso mudou, e toda vez que estamos mais viciados (literalmente) no celular, o que é conhecido como nomofobia.

A atriz, neurocientista e youtuber Mayim Bialik nos conta seu ponto de vista sobre como ela conseguiu acabar com esse vício em celular. Independentemente de todos os benefícios que nos trouxeram, a capacidade de encontrar informações que queremos quase instantaneamente, poder comunicar com qualquer pessoa do outro lado do mundo é incrível e muito útil. Mas, apesar disso, é necessário não seremos “escravos” do celular. Isso ela conseguiu através de 4 hábitos que contamos para você a seguir.

salvar
Fonte Youtube

1. A primeira coisa que você precisa fazer ao acordar: não olhar o celular

Encontre um livro que inspire você com pensamentos positivos para começar o dia. Foi isso que Mayim escolheu fazer no começo do dia e mudou drasticamente seu hábito. Ela recomenda que possa ser qualquer coisa de que gostamos, como ler, escrever pensamentos, meditar, orar ou fazer exercícios. Até mesmo se levantar para fazer o café da manhã para você e seu parceiro, sem olhar para o celular como aquela “primeira” ação que você faz durante o dia. Esse é o objetivo principal para começar a eliminar seu vício.

Não perca as últimas novidades para o seu casamento

Assine nossa newsletter

Ela acrescentou que devemos também tentar fazer algo diferente antes de dormir. Que a última coisa antes de fechar os olhos não envolva olhar para qualquer tela… ou o celular, ou o computador, ou um tablet. Pode ser um grande desafio hoje em dia, mas pode ser alcançado: leia o capítulo de um livro, ouça música, medite ou apenas pense no que é bom e não tão bom que aconteceu durante o dia, ou apenas abrace, olhe e contemple a pessoa que escolhemos como nosso parceiro.

salvar
Foto Thrall Photography

2. Não olhar as “notícias” ou o feed das redes sociais sem motivos

Esta é talvez a parte mais difícil. As redes sociais não são mais como um jornal que, uma vez que você termina de ler, simplesmente acaba e pode jogá-lo fora ou reciclar. São eternas, literalmente infinitas “novidades”, de todas as páginas, pessoas e amigos que você “segue”; seus algoritmos são feitos para te fisgar por horas.

“Não tenho ideia de como ou por que comecei a fazer isso”, disse Mayim em seu vídeo. E ela acrescenta que a qualquer momento de sua vida, andando, trabalhando, com seus filhos e em momentos importantes, sua mente estava distraída por assistir a muitas notícias infinitas (e mesmo estressantes) em seu smartphone.

Aconselha, portanto, que a coisa mais importante é ter “consciência” deste hábito que afeta a maioria das pessoas hoje com um smartphone e acesso à Internet a partir do seu celular. Uma das ideias que geralmente funciona muito é eliminar os aplicativos que nos deixam mais presos. Pode parecer um pouco radical, mas isso ajuda nossos critérios pessoais no momento em que escolhemos assistir notícias, notificações, seguir a vida de outras pessoas, etc. Não será fácil… mas, passo a passo, pode ser alcançado.

salvar
Foto Shutterstock

3. Eliminar a lista de tarefas do celular

Além de receber continuamente notificações, muitas vezes desnecessárias ou urgentes, adicionamos a isso muitas tarefas, compromissos e atividades que devemos cumprir e que o celular é responsável por nos lembrar. Mayim diz que isso a estava enlouquecendo e ela começou a “respirar” novamente quando decidiu eliminar completamente esse tipo de alerta e carregar, como nos velhos tempos, uma pequena agenda com todas as coisas que queria fazer.

Desta forma, quando algo precisa ser organizado e planejado, ela escreve em seu caderno / agenda, e deixa de olhar assim seu celular a cada momento do dia, o que também aumenta a ansiedade de querer realizar cada uma dessas tarefas.

salvar
Foto Donna Irene Muccio

4. Deixar o celular no carro ou fora do seu alcance

Mesmo que para muitos isso possa parecer uma loucura, Mayim afirma que começou a deixar o seu celular no carro, coisa que lhe trouxe muitos benefícios, e com o tempo acabou sendo algo natural para ela. Ela começou a colocar isso em prática nos momentos em que estava com sua família e amigos e quando queria estar mais “presente” e focada.

Bialik nos inspira a seguir estes passos por razões que vem do coração: “Eu quero que meus filhos sejam inspirados pelo tédio de quando eu era criança“, disse Mayim em seu canal no YouTube, acrescentando: “Eu quero que eles usem a imaginação deles, e eles não farão isso se eles também se tornarem escravos do seu tablet, ou da tecnologia”.

salvar
Foto Shutterstock

Por esta e muitas outras razões, ela lutou contra si mesma e nos convida a procurar de todas as maneiras possíveis equilibrar o uso do nosso celular e redes sociais com a nossa vida real, com a vida a dois, e saber desfrutar de todas as coisas maravilhosas que a vida e as relações nos proporcionam, deixando de ser escravos do digital.

Leia também:

Cientista afirma: casar é melhor do que só morar junto!

As discussões de casal…. engordam! Conheça as razões!

10 hábitos DIÁRIOS de casais felizes: o número 5 faz toda a diferença!

Deixe seu comentário

Lista de casamentos Zankyou. Receba 100% dos seus presentes em dinheiro!