Coronavírus e casamento: como o vírus afeta o setor nupcial

Coronavírus e casamento: como o vírus afeta o setor nupcial

Vai se casar e o coronavírus te preocupa? É um fornecedor de casamento e não sabe se o tema pode afetar seus negócios? O Zankyou quer te ajudar a resolver suas dúvidas e te recomendar medidas de prevenção!

Coronavírus e casamento: como o vírus afeta o setor nupcial
Foto: Shutterstock
  • Atualidade
  • Recomendações

Se há algo que está nos noticiarios desde o fim do ano passado é o coronavírus, por isso, Zankyou teve a iniciativa de explicar como isto poderia afetar o setor nupcial. Mas antes vamos a um resumo do que está passando globalmente seguindo as informações do Ministério da Saúde. Desde o primeiro caso, detectado em dezembro de 2019 na região de Wuhan (China), o vírus tem colocado o mundo todo em alerta. A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou situação de emergência internacional e a rápida expansão do vírus não demorou a chegar também ao Brasil.

Ainda que por aqui a situação não tenha chegado com a mesma força, é importante estar informado sobre o tema e entender como isso pode afetar o setor nupcial. Afinal, um casamento pode ser um local de contágio, uma vez que se trata de um evento com aglomeração de pessoas. Abaixo listamos informações que você precisa saber se é noiva(o), convidada(o) ou profissional da área e casamentos.

Além disso, queremos que nos conte como se sente em relação ao tema e se de alguma forma o coronavírus está afetando seu casamento (no caso de noivos) ou sua empresa (no caso de fornecedores).

Leia também: O que as assessoras da casamento recomendam para quem está com o casamento marcado

Sintomas e transmissão

Não perca as últimas novidades para o seu casamento

Assine nossa newsletter

Os sintomas são parecidos com os de uma gripe comum: febre, fatiga, tosse seca e, em muitos casos, dificuldade para respirar. Eles também podem variar segundo cada pessoa, há quem apresente apenas alguns sintomas e outras que são afetadas de uma maneira mais grave, especialmente pessoas idosas ou já enfermas, como as que possuem doenças crônicas ou infecções pulmonares.

O coronavírus é um vírus de transmissão aérea entre humanos e que no geral é transmitida por via respiratória, através das gotículas que se produzem ao tossir, espirrar ou falar. Também se pode transmitir por contato humano ou por objetos contaminados.

Tratamento e como se prevenir

Até o momento não há uma cura ao coronavírus que seja comprovada, ainda que muitos países estejam trabalhando em antivirais que têm demonstrado certa eficácia de acordo com estudos recentes. Porém existem tratamentos para o controle dos sintomas, mas antes disso, o mais importante é seguir medidas simples para se proteger do vírus:

  • Lavar as mãos frequentemente
  • Ao tossir o espirrar, cobrir a boca e o nariz com o braço (e não com as mãos)
  • Evitar tocas olhos, nariz e boca, já que as mãos facilitam sua transmissão
  • Se apresentar sintomas respitarórios, evite o contato próximo com outras pessoas
  • Pessoas não infectadas não precisam usar máscaras, que apenas ajudam a prevenir a transmissão se usadas por quem esteja infectado com o vírus

Se você apresenta algum sintoma, esteve recentemente em alguma zona de risco ou teve contato próximo com uma pessoa contaminada pelo coronavírus, chame ao Disque Saúde pelo número 136 e informe-se sobre os próximos passos.

Fatores que melhorarão a situação: vacina coronavírus e diminuição dos casos pelo calor

Países europeus estão acelerando e investindo em desevolvimento clínico para criação de uma vacina para o coronavírus. Enquanto isso, o governo brasileiro já declarou que irá concentrar esforços em infraestrutura para produção e distribuição da vacina quando ela for descoberta e oficializada.

Outra boa notícia é que provavelmente este é um tipo de pandemia respiratória que diminui sua viralização devido a calor. Isso acontece porque:

  • O aumento das temperaturas reduz a estabilidade viral em superfícies de contato
  • Os raios solares inativam o vírus
  • A ausência de frio reduz o risco de infecções respiratórias
  • Com o frio passamos mais tempo em espaços fechados, o que facilita a proximidade entre pessoas e a transmissão do vírus

Casamento e coronavírus: como afeta fornecedores, noivos e convidados

salvarBanquete al aire libre
Foto: Shutterstock

Em países como Itália e Espanha foram proibidos eventos con aglomeração de pessoas, incluso casamentos. Contudo, nenhum tipo de medida vem sendo pensada em solo brasileiro. De qualquer forma, Zankyou deixa alguns conselhos para quem possa ser afetado por algum tipo de proibição futura:

Fornecedores

No contexto econômico, o coronavírus está afetando o mundo todo, tanto grandes como pequenas empresas. No Brasil não temos nenhum sinal de medidas que possam gerar transtornos aos casamentos ja agendados, mas é logico que é importante estar informado e atento para prever qualquer mudança que possa afetar os eventos no país, incluso os casamentos.

De qualquer forma, nós do Zankyou queremos transmitir tranquilidade porque mesmo com esta crise sanitária, noivos em todo mundo seguem buscando inspirações e profissionais para ter o casamento perfeito. De todo modo, recomendados que estejam atentos às informações oficiais.

Noivos

Até o momento não há nenhuma perspectiva de suspensão de eventos como casamentos, assim que seus planos podem seguir normalmente. De toda forma, recomendamos que fale com sua wedding planner, caso a tenha, ou com o lugar de celebração contratada para se assegurar que tenham um seguro de cancelamento por se acaso tenha que adiar seu casamento o reduzir o número de convidados.

No caso de sua lua de mel, o Ministério de Saúde não recomenda viagens para zonas de risco a não ser que seja estritamente necessário. Em todo caso, o melhor é que o casal se informa através de organismos oficiais e sua agência de viagem, que poderão dizer se há algum perigo em seus destino de lua de mel e que medidas tomar no caso de adiamento da viagem.

Convidados

Se você está convidado para um casamento, em princípio não tem que se preocupar. O que recomendamos é que se você é uma pessoa de maior idade ou com alguma enfermidade crônica, evite aglomerações.

Leia também: 10 coisas incríveis para fazer com o seu amor nesta quarentena

Fale com Zankyou para mais informações

Se você é um fornecedor(a), noivo(a) ou conviado(a) queremos te ajudar a tirar as dúvidas que possa ter a respeito de como o coronavírus afeta o setor de casamentos. Por isso, criamos um email para que você possa nos perguntar qualquer dúvida relacionada: covid19@zankyou.com

Se você também gostaria de compartilhar como se sente em relação ao tema, será um prazer escutá-lo. Por isso, criamos uma pesquisa especialmente para falarmos sobre o tema contigo. Clique abaixo no link que se adequa à você.

Sou um fornecedor(a) e quero responder a pesquisa 

Sou uma noiva(o) e quero responder a pesquisa