De onde vem os principais rituais e tradições de casamento? Descubra agora!

De onde vem os principais rituais e tradições de casamento? Descubra agora!

Além do vestido, sapatos, e outras prioridades mais, que tal entender os rituais e tradições de casamento? Porque nada é por acaso. Veja aqui!

  • Planejando o casamento
  • Conselhos
  • International
  • Cerimônia

Um casamento tem sempre dois protagonistas. No entanto, sabemos que as mulheres que vão se casar tem um papel especial nesse universo, independente da natureza do casamento. A noiva é figura tão relevante que concentra a maioria das atenções, dos olhares e elogios. De fato, a história é a principal culpada deste sucesso todo, pois quase todas as tradições de casamento estão ligadas às noivas. Vamos dar uma olhada nas principais!

Entenda os Diferentes rituais de cerimônias de casamento e seus significados!

salvarCasa LumeEntre em contato com Casa Lume
Foto: Casa Lume

Algo velho, algo novo, algo azul e algo emprestado

Um costume legendário que poderia vir das anedotas de nossas avós, não é mesmo? No entanto, há bem mais nessa tradição do que se imagina. O “algo velho” representa suas raízes, algo sentimental e familiar. As noivas aqui costumam usar alguma relíquia de família, como o vestido da mãe ou da avó ou uma joia importante. O “algo novo” atua em contraposição e simboliza a nova vida que terão daquele momento em diante. Ainda que a noiva tenha sua família, ela agora irá construir uma nova.

Enquanto ao “algo azul”, o significado está na cor que representa a fidelidade e a pureza, valores associados ao começo do casamento. E, por fim, o “algo emprestado” é para dar sorte. O objeto deve ser de outra noiva que seja feliz em seu casamento. Assim, fica assegurado um futuro cheio de alegrias também.

Protocolos de entrada na cerimônia religiosa: todos os segredos para brilhar no seu casamento!

salvarMarina MaedaEntre em contato com Marina Maeda
Foto: Marina Maeda

Arroz

Não perca as últimas novidades para o seu casamento

Assine nossa newsletter

O arroz vem do Oriente e está intimamente ligado à fertilidade. Na Europa, mais especificamente, na Roma Antiga, a tradição começou com os bolos de trigo e os frutos secos, que eram partidos sobre a cabeça dos noivos. Além disso, as mulheres também levavam ramos nos cabelos. Tudo isso com o mesmo objetivo: contribuir com a fertilidade, fecundação e descendência do casal. Pouco a pouco a tradição foi mudando com as novas alternativas das pétalas de rosas ou das bolhas de sabão.

Veja dicas para escolher seu celebrante: Quer uma cerimônia única e personalizada? Um bom celebrante é FUNDAMENTAL!

salvarLuiza VillarroelEntre em contato com Luiza Villarroel
Foto: Luiza Villarroel

Buquê de flores

As histórias em torno dos buquês de flores são várias e se dividem em diferentes áreas. Para começar, o Egito é o protagonista. Lá, as noivas passavam uma série de ervas aromáticas para afastar os maus espíritos e evitar maus presságios justo neste começo de vida a dois. Há quem diga que na Idade Média esse hábito servia para disfarçar a falta de higiene comum à época.

No entanto, a tradição de jogar o buquê vem de outro local, da França. No século XIV, as mulheres do país tinham o costume de jogar a liga da noiva para os convidados pegarem e terem sorte. Com o tempo, acharam o ato um tanto picante e grosseiro demais, substituindo-o pelo buquê.

Para se inspirar! Votos de casamento: passo a passo para escrever a mais linda declaração de amor!

salvarUma Rosa FilmesEntre em contato com Uma Rosa Filmes
Foto: Uma Rosa Filmes

Entrar no quarto com a noiva nos braços

Alguns acreditam que entrar no quarto com a noiva nos braços já está caindo em desuso, mas tradição é tradição, e esta é praticada em homenagem a um ritual muito antigo e, digamos, de gosto bem duvidoso. Considera-se que os godos e os romanos são os responsáveis por ele, numa época em que mulheres eram raptadas com fins de reprodução, casamento e repovoamento em locais com população pequena. Por se tratar de um exercício praticado à força, havia uma espécie de “acordo”. Se a noiva conseguisse tocar o solo durante o trajeto, estava livre. Também dizem que se entrasse caminhando no quarto e, por acaso, ela tropeçasse, isso traria má sorte.

Para se atualizar: Já não se usa… O que será ultrapassado no mundo dos casamentos em 2017?

salvarFelipe Mendes
Foto: Felipe Mendes

A lua de mel

A lua de mel é como a cereja do bolo do casamento. Sem ela, todo o acontecimento perde um pouco a graça, ainda que ele não seja o mais importante, claro! O conceito da lua de mel vem de várias culturas. Na Babilônia, o pai da noiva oferecia a seu genro cerveja de mel durante um ciclo lunar inteiro (um mês). Na Roma Antiga, a mãe da noiva dava mel à filha e genro para recuperarem as forças depois da noite de casamento. Além disso, há também uma ligação estreita com a fertilidade. No caso da cultura teutônica, os noivos bebiam licor de mel durante 30 dias desde a noite da lua cheia em que celebravam suas núpcias.

O post definitivo com os hotéis mais MARAVILHOSOS para sua noite de núpcias no Rio e em São Paulo

salvarRicardo Hara Entre em contato com Ricardo Hara
Foto: Ricardo Hara

É interessante saber de onde vem todas essas tradições que giram em torno dos casamentos, ne? Mas também é cada vez mais natural que os noivos se sintam à vontade para adaptá-las aos nossos dias atuais. E isso não é má ideia! Veja ainda: Como atrair sorte no casamento: 11 amuletos poderosos!

Escolha os fornecedores que você quer contatar.

Marina Maeda Fotografia Fotógrafos para casamentos
Casa Lume Fotógrafos para casamentos
Luiza Villarroel Fotografía Fotógrafos para casamentos
Uma Rosa Filmes Filmagem para Casamentos
Ricardo Hara Fotografia Fotógrafos para casamentos