Educação financeira ou intervenção militar? A prática financeira no dia a dia do casal em 5 passos!

Quando falamos de finanças e economia no dia a dia de um casal, podemos classificá-los em 3 tipos:

a) Aqueles em que ambos curtem o tema

b) Aqueles em que a palavra orçamento não existe nos seus dicionários: jamais viram ou presenciaram a questão de perto

Para estes dois tipos, podem parar de ler o texto por aqui!

Os casais “a” não precisam de nenhum tipo de dica! Quanto ao casal “b”, tirando a opção de intervenção militar, não há muita solução possível!

c) Aquela “dupla de dois” em que um deles adora o assunto, domina o assunto, e o outro passa mal só de pensar em números!

Saiba mais sobre “Nattan Carvalho”
Foto: Nattan Carvalho

Afinal, a pessoa que inventou planilhas e economia, realmente não pode ser uma pessoa “sana”. E este é o meu caso: sou a parte pró-economia da relação, já a minha mulher, não posso dizer o mesmo! Ela é a parte que sofre com manter-se dentro do orçamento. E neste caso, há algumas dicas que podem ajudar muito no dia a dia do casal! Vejam só:

A dica mais importante é relacionada com a educação e a prática financeira. No nosso caso:

  • 1- Controle total

Começamos com ela controlando uma das linhas do orçamento familiar. No começo do mês, definíamos, por exemplo, um valor de mercado. Todo o dinheiro do mercado ficava na mão dela. E a missão era fazer com que, após 30 dias, tivéssemos comida na geladeira, e tivéssemos pelo menos duas refeições diárias. Quer dizer, não vale comer menos pra gastar menos!

  • 2- Não deixe chegar no vermelho!

Mas, de que adianta chegar no final do mês com comida na geladeira, quando todas as outras linhas, que são compartilhadas, que não têm controle, chegam no vermelho? Aos poucos, fomos passando do nível básico, ao intermediário – em que ela controlava mais linhas, sempre com supervisão – e estamos chegando ao nível avançado.

Foto: Via Pinterest sheknows.com
  • 3- Chegamos no nível avançado

Antes de explicar o nível avançado, vem a outra dica: pessoas que não gostam de planilhas, orçamentos, etc. talvez nunca desenvolverão estas habilidades, então sempre há um limite relacionado com o quanto elas podem e querem ser experts no assunto. Não vale a pena forçar a máquina. Um exemplo: chegamos a um momento em que ela controlava diversas – ou todas – as linhas importantes do orçamento, e controlava as suas próprias linhas do orçamento, com supervisão… Até que decidimos eliminar a supervisão. Erro grave! Não rolou!

  • 4- Controlando o salário, sim!

No nível avançado, o que fazemos é que controlamos juntos o salário dela – isso mesmo, um paradoxo. Na prática, ela me informa o que gasta (quase de maneira diária), eu monto a planilha pra ela, e vou falando quanto ela pode gastar nas diversas linhas que ela definiu pro salário dela. Alguém pode pensar que o nível avançado é aquele em que não há a necessidade de supervisão, etc.

Foto: Pinterest via Popphoto.com
  • 5- Método militar, mas funciona!

Para mim, o nível avançado é o nível em que o controle funciona da melhor forma. Cada um tem que achar a sua. No nosso método, apesar de parecer super militar, ela consegue inclusive economizar algum dinheiro, e isso a faz mais feliz, pois chega no dia 20 tendo dinheiro pra mais 10 dias, ao contrário do sistema anterior, em que ela chegava no dia 20 devendo 10 dias.

Portanto, há solução, e os ingredientes são 5: educação financeira, persistência e paciência, paciência e paciência. Mas sempre chega o nirvana!

Texto enviado pelo economista Fernando Abdalla.

Entre em contato com as empresas mencionadas nessa matéria

Mais informação sobre

Deixe seu comentário

12 casamentos em 6 continentes: casal de acrobatas diz sim ao redor do mundo
12 casamentos em 6 continentes: casal de acrobatas diz sim ao redor do mundo
Se você ainda não conhece a história dos americanos Cheetah Platt e Rhiann Woodyard, um casal de acrobatas que disse sim em 12 diferentes países, então vai adorar essa matéria! Se já leu sobre eles, dá para se inspirar no álbum de casamento inovador e bem "flexível" do casal apaixonado.
Verdade ou mito: ciúme moderado faz bem para o casal?
Verdade ou mito: ciúme moderado faz bem para o casal?
Você se considera uma pessoa ciumenta? Mas afinal, o ciúme em doses moderadas faz bem para o relacionamento? Veja se é verdade ou mito: ciúme moderado faz bem para o casal?

Crie grátis um site perfeito para seu casamento!

100% personalizável e com centenas de temas para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar no Zankyou!
O Zankyou oferece a oportunidade de mostrar o melhor da sua empresa para milhares de noivos que nos utilizam na organização do seu casamento em 23 países. Mais informações