4 dicas fundamentais para escolher o fotógrafo do casamento

Fotos: Bark Studio
Fotos: Bark Studio

Comecei minha carreira de fotógrafa em 2008, na área de fotografia de casamento e eventos. Éramos eu e meu sócio (e namorado), Bark, e decidimos que faríamos uma cobertura artística e jornalística das cerimônias e festas. Nossa principal inspiração foi a  fotógrafa carioca, Patrícia Figueira, na época, uma das poucas que executava esse estilo com perfeição. Closes, detalhes, sorrisos, emoções e poucos olhares para a câmera era nosso foco principal, para que o casamento saísse o mais natural possível nas fotos.

Esse é, definitivamente, meu estilo favorito de fotografia de casamento. Mas qual é o seu? Você não precisa escolher a fotografia jornalística só porque todas as suas amigas ex-noivas dizem que é o máximo.

Fotos: Bark Studio
Fotos: Bark Studio

Dica número 1: defina seu estilo de foto favorito. Estude referências e visite muitos sites. Dois anos de experiência no ramo me convenceram de que não importa se o fotógrafo clicou 50 fotos lindíssimas no estilo jornalístico: a noiva sempre vai querer, no mínimo, mais 500 fotos. Ela quer que apareça todo mundo, e quer pais, padrinhos e família enfileiradinhos diante à mesa do bolo, na pose tradicional. Essa é a maior frustração dos fotógrafos que querem fazer apenas “arte” com fotos de casamento. Porque realmente é complicado quando um profissional mostra detalhes maravilhosos do buquê, ou da decoração, mas não entrega nenhuma foto do casal de costas e o véu da noiva estendido sob o trapete da igreja (um exemplo clique tradicional).

Por isso, dica número 2: converse com seu fotógrafo. Mesmo que ele siga uma linha jornalística, explique que gostaria de alguns cliques tradicionais e exemplifique-os. É sempre melhor prevenir do que depois não encontrar aquela foto clássica no seu álbum. O fotógrafo fará tudo o para deixar a noiva feliz, mesmo que para isso tenha que desviar um pouco do seu estilo.

Fotos: Bark Studio
Fotos: Bark Studio

Dica número 3: Informe tudo o que o fotógrafo precisa saber para sua cerimonialista, para que no dia ela passe para ele detalhes importantes, como: quem são os pais, os padrinhos, avós; que horas acontecerá tal evento, ou surpresa. Assim, o fotógrafo estará sempre atento e não perderá aquele momento mais especial.

A dica número 4 é uma opinião pessoal, que reflete um pouco como eu gostaria que fosse meu “dia da noiva”. No Rio, é muito comum fotógrafos cobrirem o “making of”, ou seja, a noiva se arrumando num hotel, ou na casa dos pais. Independente de onde você vá se arrumar, mantenha o ambiente tranquilo e vazio. Por experiência própria, um quarto de hotel lotado de madrinhas também se maquiando e se vestindo não é nem um pouco relaxante para uma noiva. E o fotógrafo (e as vezes, a filmagem também, né?) fica sem muito espaço para trabalhar. Eu aconselho que a noiva fique na companhia da mãe e no máximo mais uma madrinha, ou parente. Assim, fica até mais bacana, pois ela mantém o “mistério” até para as madrinhas e amigas mais próximas.

Fotos: Bark Studio
Fotos: Bark Studio

Seguindo essas dicas, acredito que a cobertura fotográfica do seu casamento será um sucesso e, mais importante: exatamente como você sonhou.

Fotos: Bark Studio

Mais informação sobre

Comentários (1)

Deixe seu comentário

Photo: Michelle Scott Photo
Como escolher a maquiagem e o penteado das madrinhas e convidadas negras: Dicas TOP!
Dicas especiais de make e cabelo para noivas, madrinhas e convidadas negras
Noivas de batom vermelho 2017: dicas para escolher o tom IDEAL e ARRASAR no seu grande dia!
Noivas de batom vermelho 2017: dicas para escolher o tom IDEAL e ARRASAR no seu grande dia!
O uso do batom escuro dia do casamento é, para várias noivas, motivo de muitas dúvidas. Combinar com o tom de pele, com o formato dos lábios, com o vestido e com a ocasião pode se tornar um sofrimento. Confira a dicas de especialistase brilhe como nunca no seu casamento!
Dicas fundamentais para casais que sofrem o dilema: aluguel ou o sonho da casa própria?
Dicas fundamentais para casais que sofrem o dilema: aluguel ou o sonho da casa própria?
Calma! Aqui você vai entender um pouco desta questão que aflige muitos casais! O caminho para sair do aluguel, para a maioria das pessoas, é por meio do financiamento. Na prática, financiar é emprestar dinheiro e pagar um aluguel por ele. Pouca gente percebe o mau negócio que faz ao deixar de alugar por 0,5% ou 0,6% ao mês e passar a alugar dinheiro do banco ou da construtora por algo entre 0,8% e 1% ao mês. Aqui, alugar dinheiro é mais caro que alugar imóvel. É fato!

Crie grátis um site perfeito para seu casamento!

100% personalizável e com centenas de temas para escolher Ver mais layouts >

Quer divulgar a sua empresa no Zankyou?
O Zankyou oferece a oportunidade de mostrar o melhor da sua empresa para milhares de noivos que nos utilizam na organização do seu casamento em 23 países. Mais informações