Mais do que orgulho, o Zankyou celebra hoje o amor sem etiquetas… e nos outros 364 dias do ano também!

Hoje, como em todos os dias 28 de junho desde 1969, comemoramos o dia quando o amor deixou – ou está deixando – de ser uma etiqueta que alguns podem celebrar com orgulho, para se tornar uma celebração global, onde a premissa é que esse sentimento não tem nome, idade, sexo, religião, nem hashtags para ser vivido e apreciado. E no Zankyou, como precursores do amor, apostamos nisso: um amor sem rótulos.

Enfoque Films
Foto: Enfoque Films

Todos nós conhecemos a história – décadas atrás – que precede o movimento LGBTI, uma história marcada por bravos homens e mulheres que levantaram suas vozes para mostrar que o amor não é um crime ou uma heresia. Não, o amor é a amostra mais autêntica do ser humano para elevar sua vida em direção à plenitude e felicidade, não importando quem é o receptor desse sentimento.

Juan Arango Fotógrafo
Foto: Juan Arango Fotógrafo

Gays, lésbicas, bissexuais, transgêneros, intersexo… definição do coletivo que prega e luta por seus direitos, imerso em uma sociedade que os cataloga e classifica, talvez produto de uma formação acadêmica que é nutrida por um ambiente cultural, onde parecer “atípico” ainda é estigmatizado e onde ainda há trabalho a ser feito, mas sem diminuir o progresso que é agora visível nos círculos da sociedade.

Fernando Martínez Fotografía
Foto: Fernando Martínez Fotografía

E são esses avanços, pequenos, mas que, em suma e ao longo do tempo, reverteram em mudanças importantes e transcendentais. Mais de 20 países aprovaram o casamento entre pessoas do mesmo sexo, e leis e decretos foram criados para proteger e guardar os direitos dessas pessoas. Em nosso país, foi em 2013 quando o Conselho Nacional de Justiça validou a norma dos casamentos homoafetivos para todos os cartórios do país. Você vai amar o mini wedding rústico chic de Gustavo & Márcio: cerimônia super elegante e animada em Florianópolis com toques DIY!

Enfoque films
Foto: Enfoque films

Sendo assim, a mensagem do Zankyou não é exaltar o amor de um coletivo dentro de um coletivo apenas em um dia do ano. Não! Nós celebramos o amor também nos outros 364 dias, indistintamente da crença, gênero ou ideologia, já que esse sentimento tende a enganar esses obstáculos e invade o coração de duas pessoas.

Delas depende que o amor seja fortalecido e nutrido para viver, uma vida em conjunto, mas não sem antes, passar pelo altar e que sejamos testemunhas e divulgadores desta bela união como o casamento de Ana Luisa e Barbara ou de Naldo e Bruno. E, o que é amor livre? Bem, nosso vídeo te conta um pouquinho…

Mais informação sobre

Deixe seu comentário

Princesa por acaso: jovem conhece um príncipe africano sem saber e se casa com ele!
Princesa por acaso: jovem conhece um príncipe africano sem saber e se casa com ele!
Joel Makonnen escondeu sua verdadeira identidade até o relacionamento com Ariana Austin ter sido formalizado.
1º ano de casados: 12 coisas que vão acontecer SIM, ou SIM!
1º ano de casados: 12 coisas que vão acontecer SIM, ou SIM!
Ai o 1º ano de casados... quantas novidades, quantos momentos lindos, quantas SURPRESAS! Sim, tem certos detalhes, nem tão pequenos de vocês dois, que devem ser conhecidos antes do grande dia.
20 experiências que você deveria viver com seu amor antes de ter filhos!
20 experiências que você deveria viver com seu amor antes de ter filhos!
Você não precisa ter pressa, pois esse momento é de vocês, portanto, coloque toda sua energia na relação para alimentar o amor todo dia. Saiba como!

Crie grátis um site perfeito para seu casamento!

100% personalizável e com centenas de temas para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar no Zankyou!
O Zankyou oferece a oportunidade de mostrar o melhor da sua empresa para milhares de noivos que nos utilizam na organização do seu casamento em 23 países. Mais informações