Destination Wedding: o GUIA definitivo!

Destination Wedding: o GUIA definitivo!

Você quer fazer um destination wedding porém tem algumas dúvidas? Neste guia você encontrará dicas perfeitas para seu casamento no exterior ser ainda mais perfeito!

Destination Wedding: o GUIA definitivo!
Foto: Fabio Oliveira
  • Destination weddings
  • Recomendações

Não, não estamos tentando impressioná-la com expressões americanas da moda. O termo “Destination Wedding” realmente existe e consiste simplesmente em organizar seu casamento no exterior. Essa tendência nasceu nos Estados Unidos está crescendo cada vez mais no Brasil, por isso criamos este guia para esclarecer suas dúvidas e facilitar sua vida caso esteja pensando em casar-se no exterior!

salvar
Foto: Gabi Alves

As razões pelas quais os casais querem organizar um casamento no exterior são múltiplas. Pontuamos as mais comuns:

  • A mudança de cenário e fotos mágicas: Todo casal deseja que suas fotos do casamento sejam maravilhosas, afinal, são recordações que levarão para toda vida.
  • Celebrar um casamento misto, onde muitas vezes uma parte da família reside no país escolhido.
  • Ter uma cerimônia super original: se você nunca gostou de fazer como todo mundo, está é uma ótima forma de destacar-se.
  • Para comemorar um casamento pequeno: se quer algo mais intimista para você e seus convidados, nada como uma experiência no exterior.
  • Fazer aquele “2 em 1” e aproveitar seu casamento no exterior para emendar a lua de mel.
  • Intercâmbio cultural: você já pensou que poderia simplesmente organizar um casamento sobre um tema cultural de outro país?

    salvar
    Foto: Robert Lohse

    Confira:

    1. Requisitos e trâmites legais

    Como se casar no exterior quando você é expatriado?

    Não perca as últimas novidades para o seu casamento

    Assine nossa newsletter

    O amor não conhece fronteira, mas a administração conhece! Para os expatriados brasileiros que encontraram a alma gêmea no exterior, seja com um brasileiro ou de outra nacionalidade, e desejam se casar no local, às vezes as coisas podem parecer uma verdadeira maratona administrativa. Aqui estão as formalidades e os termos a serem levados em consideração.

    Com quem celebrar seu casamento civil?

    Antes de tudo, saiba que as formalidades podem variar de um país para outro; portanto, em todos os casos, é necessário consultar as autoridades brasileiras e as autoridades do país onde pretende se casar para garantir o respeito às leis dos dois países.

    O Brasil valida casamentos celebrados por autoridades estrangeiras, mas é preciso registrar a união no Consulado do Brasil e depois em seu cartório brasileiro. Aqui você precisa estar atento com os prazos,  pois os registros precisam acontecem em até 180 dias após o casamento!

    Você pode conferir a lista de documentação necessária no site do Itamaraty.

    salvar
    Foto: Estúdios Santa Cruz

    2. Preços e peculiaridades do destination wedding

    Quanto vai custar?

    O valor vai variar de acordo com o destino, mas uma coisa é certa: será mais elevado que um casamento comum. Como orçamento é elevado, você precisará considerar uma lista de convidados bem menor. Geralmente um destination wedding reúne em média 30 convidados. O valor também irá variar caso o casal decida custear a passagem e a hospedagem de todos ou não.

    Outros fatores que influenciam o valor será a escolha dos fornecedores. É preciso analisar os custos dos profissionais da região onde será o casamento e cruzar com o que poderá ser gasto caso decida eleger fornecedores brasileiros e levá-los para o destino.

    Um destination wedding exige um pouco mais de planejamento que um casamento tradicional! A maioria dos convidados terão que viajar e, em alguns casos, a noiva e o noivo cuidam da compra de passagens de avião e da reserva do hotel. Também leve em consideração a disponibilidade de seus convidados, que terão que pedir mais dias de folga.

    O ideal é que os noivos pesquisem hotéis e pousadas da região e fechem pacotes para os seus convidados. Duas ou três opções de diferentes categorias, podem ser perfeitas! Pensem que os  convidados podem querer estar no mesmo hotel que vocês, ou podem preferir uma acomodação mais econômica ou mais simples. Prioridade?

    salvarConheça a Dois em um Fotografia
    Foto: Dois em um Fotografia

    3. A organização

    Nosso mais importante conselho é para que você não abra mão de usar assessores de casamentos especializados em casamentos no estrangeiro. É muito difícil conseguir bons preços quando você é um estranho no local. Ao solicitar cotações e iniciar negociações, pode-se fazer um teste simples que mostra a diferença de tratamento: entrando em contato primeiro como indivíduo e depois como agência profissional.

    O ideal é começar a organizar um casamento no exterior com, no mínimo, 1 ano antes, com a assessoria contratada desde o início, antes mesmo da definição do local da comemoração. É a assessoria que vai cuidar de fazer uma visita técnica ao local da festa, indicar fornecedores locais, opções de roteiros, hospedagem e transfer.

    No Brasil há profissionais incríveis e com vasta experiência em destination wedding. No Rio descatamos Manuella Gonçalezorganiza tudo a partir do orçamento já definido pelo casal; e Marina Maciel, que possui vasta experiência no Brasil e exterior. Para quem está em São Paulo, há a dupla da Mazzi Assessoria, que tem feito a diferença no mercado de eventos de alto padrão não só na capital paulista, mas em destination weddings.

    salvar
    Foto: Francisco Merino

    Fornecedores

    Se vocês fizerem questão de levar os fornecedores do Brasil, eles deverão ter tudo pago: passagem, estadia e alimentação. A outra opção é pesquisar os fornecedores locais – vocês podem entrar em contato com uma agência ou com um wedding planner do lugar e conseguir todos os fornecedores, mesmo estando no Brasil.

    Um serviço que pode ser facilmente transferido do Brasil afora é a fotografia. Um dos pontos mais delicados e pessoais, é primordial que o estilo do profissional seja do gosto dos noivos. Esta relação de confiança fica mais estreita se falamos de um fotógrafo conhecido e recomendado no seu país de origem, não é mesmo?

    Fotógrafos como Thrall Photography, que vive entre Brasil e Portugal, já possuem um olhar diferenciado sobre paisagens distintas, como encontrado na Europa.

    salvarConheça a Thrall Photography
    Foto: Thrall Photography

    Outros destaques é Lutterbach Fotografiaque possui experiência, inclusive, com casamentos de casais de outras nacionalidades; e DUZZEMARTINS, que já retrataram quase 40 países pelo mundo.

    salvarConheça a Lutterbach Fotografia
    Foto: Lutterbach Fotografia
    salvarConheça a DUZZEMARTINS Fotografia
    Foto: DUZZEMARTINS FOTOGRAFIA

    Por ser mais delicado, é recomedável que o bolo seja feito na cidade onde acontecerá a celebração. Já os docinhos podem até ser enviados do Brasil! A Olenka Brownie, conhecida pelo famoso bem casado de brownie, possue a opção de enviar suas encomendas ao exterior.

    salvarConheça a Olenka Brownie
    Foto: Divulgação

    Os convidados

    Como já dissemos acima, se vocês resolveram fazer um casamento no exterior, é provável que não queiram fazer uma festa para 800 pessoas, já que seria muito complicado (não queremos dizer com isto que seja impossível, com esforço e com tempo, se pode tudo!).

    Neste caso, o momento da escolha dos convidados é muito importante, e aqui a dica é usar o bom senso e o coração para saber escolher, sempre sabendo que alguém terá que ficar de fora. São coisas da vida! Mas tenha certeza absoluta de uma coisa: na sua festa também haverá 12 tipos de convidados que você vai encontrar em TODOS os casamentos.

    salvar
    Foto: Nina Hintringer

    A festa

    A festa não tem que ser necessariamente no mesmo lugar da cerimônia, mas se não for, vocês deverão contratar um serviço de translado para os convidados. Neste caso, é importante falar com uma agência para fechar ônibus e vans que façam o serviço.

    Outro detalhe importante é a escolha do Dj. A festa costuma ser um momento muito especial e pessoal para os noivos. Por isso, muitos optam por levar profissionais brasileiros, que conhecem as paradas nacionais e internacionais, para embalar a diversão do casamento. Entre os djs que estão disponíveis para tocar em terras extrangeiras, estão Rafael Pacheco, da agência Conexx; Marcelo Barres, que possui experiência em países da América do Sul e Europa; e Deejay Dentinho, fundador da PlayBak, que também arrasa as pistas do Rio de Janeiro afora.

    4. Os destinos mais procurados

    No Exterior

    salvar
    Foto: Fabio Oliveira
    • Marrocos, um destino muito popular e vantajoso em termos de preços
    • Ilhas Maldivas e Maurícias, o perfeito cenário paradisíaco do Oceano Índico
    • Itália, cidades históricas como Roma e Veneza, mas também campos exuberantes como o cenário de Toscana.
    • EUA, muitas opções de culturas e climas. Considere Las Vegas!
    • Madagascar e Ilha da Reunião por suas paisagens únicas
    • França, principalmente cidades badaladas da costa litorânea, como Nice e Saint Tropez.

    No Brasil

    Praia e calor, fazenda e um clima mais frio… só no Brasil há dezenas de destination weddings procurados. Confira alguns dos lugares mais procurados:

    salvar
    Foto: Beto Oliveira