7 dicas para os recém-casados organizarem as suas finanças: a 3 é infalível!

Finanças é assunto muito sério. Dizem que só valorizamos o dinheiro quando temos que pagar as nossas próprias contas e quer saber, é a mais pura verdade!

Quando a Carla e o Murilo, casal que escreve a página Casal do Blog, casaram acabaram assumindo alguns compromissos financeiros que não tinham antes como: água, luz, aluguel, condomínio, gasolina, comida, internet, IPVA, etc. Para não se perderem no meio de tantos papéis e responsabilidades, precisaram de certa organização, Pode parecer estranho, mas ser desorganizado é algo bem mais comum do que você imagina.

Para ajudar os recém-casados com as suas contas, o Casal do Blog compartilhou com o Zankyou alguns métodos e formas para melhorar a organização dos compromissos financeiros. Anote!

Foto: Andrey Popov

1. Quanto ganhamos?

A primeira coisa a se fazer é somar a renda dos dois para ver até onde podem ir com os gastos. Mas, atenção! Somar a renda não significa que vocês devem obrigatoriamente fazer uma conta conjunta, embora alguns casais prefiram assim, mas que devem considerar antes de qualquer cálculo, o total da receita mensal que possuem.

Muitos casais têm a vida financeira independente do cônjuge. Particularmente, nós não aconselhamos fazer isso, pois no casamento é preciso saber dividir tudo.  Não existe a regra “eu ganho mais, logo posso gastar mais”. O seu salário é para o sustento da sua família, não há lógica nenhuma em ser egoísta e querer se beneficiar da sua condição financeira melhor.

Aproveite para ler também sobre as 9 regras básicas da “DR” construtiva: a 4 é fundamental!

2. Como podemos dividir os gastos?

Muitas empresas fazem o pagamento de salário em contas correntes individuais, mas mesmo assim, sabemos de histórias de pessoas que optam pela conta individual para que o outro não saiba o saldo. Bem, nem preciso dizer que isso é loucura, não é?

A melhor forma ainda, é organizar e programar os pagamentos, atribuir quem será o responsável por isso e de qual conta saíra o dinheiro. Assim, vocês não correrão o risco de perder prazos.

Foto: Africa Studio

3. É possível guardar dinheiro?

Se vocês pretendem poupar, não contem com os possíveis excedentes. Um outro erro é achar que vocês vão conseguir guardar dinheiro se usarem um cofrinho…

Saibam que se, de fato, vocês desejam reservar uma quantia, separar esse montante deve ser a primeira coisa a ser feita quando receberem os salários. Dica: não contem com o dinheiro poupado, finjam que ele não existe!

Pesquisa comprova: experiências trazem MUITO mais FELICIDADE que bens materiais!

4. Mãos na massa

Como se organizar de forma prática? Tenham uma pasta com divisórias ou várias pastas para organizar todos os documentos como, por exemplo, contas pagas e contas a serem pagas. Criem classificações para organizar as pastas de acordo com sua preferência:

  • Pasta de exames médicos
  • Pasta de notas fiscais de produtos
  • Pasta de contas pagas, etc.

Separem contas de documentos, contratos e outras papeladas, tenham cada papel guardado de acordo com sua classificação e em seu devido lugar, assim fica muito mais fácil encontrá-los quando vocês precisarem.

Foto: PR Image Factory

5. Brigar por causa das contas?

Um dos grandes motivos de brigas e discussões entre os casais é o dinheiro. Primeiro, porque não priorizam as mesmas coisas na hora de gastar, segundo, pela falta dele…

Precisamos entender que o que é prioridade para você, não é para o outro e deve-se respeitar! Não vale a pena brigar por causa disso, tudo se resolve com conversa e compreensão. Dentro dos limites financeiros, cada um deve tentar respeitar as vontades do outro. O que seria de nós sem o respeito mútuo? Lembrando sempre que antes de toda compra, deve haver um planejamento e a certeza de que realmente podem gastar aquele dinheiro.

Não deixe de conhecer os 51 compromissos de amor que vocês devem assumir antes do casamento: o 22 é importantíssimo!

6. E quando o dinheiro acabar?

Quando o problema é a falta de dinheiro, a história fica mais complicada. Ninguém gosta de colocar a cabeça no travesseiro, saber que a conta vence amanhã e que não tem dinheiro para pagar. Se as coisas já estão tensas e vocês brigarem, pode acreditar, vai piorar muito a situação.

No lugar de gastar as forças brigando, a melhor alternativa é sentar e levantar possíveis soluções que possam diminuir as despesas e fazerem vocês economizarem. Abrir mão da academia, da Tv a cabo, fazer um trabalho extra freelance , usar menos o carro, etc.

7. Dicas de aplicativos que auxiliam

Um boa alternativa pode ser utilizar aplicativos para organizar as finanças:

Com este  aplicativo você pode colocar e classificar as receitas e despesas, os dias de vencimentos, se são parceladas ou não, se já foi efetuado o pagamento, enfim, TUDO! Além disso, ele até gera gráficos para que você saiba onde são seus principais gastos.

Foto: Khakimullin Aleksandr

Resumindo: tenham objetivos comuns!

É importante compartilhar objetivos com quem você ama. Planejar, sonhar e ter foco nos fazem sentir mais animados para organizar as finanças e guardar dinheiro.  Desta forma vocês poderão constatar que sonhar juntos é muito saudável e faz a gente planejar, almejar e experimentar coisas novas com muito amor.

Matéria enviada por Carla e Murilo do Casal do Blog.

Gostou deste artigo? Compartilhe

Deixe seu comentário

Crie gratuitamente o site perfeito para seu casamento!

100% personalizável e com centenas de temas para escolher Ver mais layouts >

Quer divulgar a sua empresa no Zankyou?
O Zankyou oferece a oportunidade de mostrar o melhor da sua empresa para milhares de noivos que nos utilizam na organização do seu casamento em 20 países. Mais informação