Conhece as tradições? Saiba como é o réveillon em diferentes partes do mundo!

O melhor do planeta Terra é sua extraordinária diversidade. Com o fim de 2017 – um ano que alguns querem esquecer e outros desejariam prolongar – mostraremos como algumas culturas irão dizer adeus ao ano que acaba e darão as boas-vindas à nova temporada. Descubra com o Zankyou as tradições de Ano Novo mais curiosas do mundo!

Conheça 12 Tradições de casamentos pelo mundo que te deixarão de cabelo em pé!

freepik
Foto: freepik

Itália: lentilhas

As lentilhas, prato apreciado pelos mais velhos no Brasil, são as estrelas das mesas italianas na noite de Ano Novo. Por que? Pela riqueza que representam: quanto mais você comer, mais dinheiro conseguirá durante o ano. Além disso, são muito nutritivas, dando razões de sobra para que as “mamas” incentivem todos a raspar o fundo do prato. Com os brindes das festas, a grande quantidade de minerais contida nas lentilhas ajudam começar o ano de forma saudável, aplacar os sintomas da ressaca e, quem sabe, garantir um punhado de dinheiro no bolso.

Saiba antes as 33 coisas que vão acontecer na sua despedida de solteiro, mesmo que você não queira!

SMarina
Foto: Shutterstock – SMarina

Dinamarca: quebra de pratos

Depois do jantar, os dinamarqueses quebram os pratos – cuidadosamente ou com violência – e se sentem muito aliviados. Mesmo que seja uma tradição mais antiga, ainda hoje alguns dinamarqueses jogam pratos contra as portas de seus familiares mais queridos, que, por sua vez, ficam gratos, pois isto é um sinal de amor. Também é lá que muitas pessoas costumam subir em cadeiras ou outros móveis e se atirar no chão à meia noite em ponto! Por que? Quase todas estas tradições têm como foco a sorte, por isso, crianças e adultos fazem parte deste divertido espetáculo.

Japão: 108 badaladas

No Japão, a maioria das tradições estão relacionadas ao misticismo e à espiritualidade. Assim, na última noite do ano, todos os templos budistas tocam seus sinos 108 vezes, um para cada emoção negativa (kleshas) latente em todo ser humano (sorria: você nem sabia que existiam tantas aflições assim!). A cada badalo, a possibilidade de cair em tentação vira fumaça e a vida lhe sorri novamente. Na hora da ceia, ao invés do clássico pernil assado ou das uvas fartas das mesas brasileiras, os parentes se deleitam com o largo talharim toshikoshi-soba, que simboliza prosperidade e fortuna para toda a família.

Sexo 10, vergonha 0: saiba como manter MUITO apimentada uma relação longa!

KPG Payless2
Foto: Shutterstock – KPG Payless2

Espanha: uvas, peças íntimas vermelhas e alianças

O excedente na produção de uvas que ocorreu em 1909 possibilitou que os espanhóis esbanjassem esta fruta no último dia daquele ano, popularizando a tradição das 12 badaladas que antecedem o Ano Novo. Mesmo que parte da elite já praticasse este ritual, o povo espanhol preferiu abraçar seu próprio simbolismo: comer 12 uvas (uma para cada mês) às 12h da noite. Aqui, o importante é ter paciência para esperar o toque dos sinos reais (não se confunda com os quartos de hora!) e não comer todas as uvas de uma só vez. Sem dúvida, a parte mais divertida é beijar sua família com rosto todo lambuzado por polpa de uva.

Para quem busca um ano com muita paixão, roupas íntimas vermelhas não podem faltar durante a noite, principalmente no momento das uvas. Os casais também costumam colocar suas alianças na taça de champanhe quando brindam por um ano novo cheio de amor.

nito
Foto: Shutterstock – nito

Filipinas: bolinhas

Bolas, bolinhas e bolões. Neste país do sudeste asiático onde o círculo simboliza boa sorte, as ruas são invadidas por enfeites de bolas em diferentes tamanhos e cores, produzindo um rico efeito visual. Além disso, homens e mulheres escolhem suas roupas levando em conta dois pré-requisitos: devem ser estampadas com bolinhas e ter, pelo menos, um bolso, para que nele coloquem algumas moedas. À meia-noite, o povo recebe o novo ano chacoalhando seus bolsos, fazendo suas moedas retinirem para garantir fortuna e boa sorte nos próximos meses.

Rússia: o avô de gelo

Ao invés de Papai Noel, na Rússia é o Avô de Gelo o encarregado de fabricar os sonhos e a ilusão dos pequenos. Para as crianças russas, o 31 de dezembro equivale a manhã do dia 25 para o resto do mundo. Para que este querido personagem natalino apareça, as crianças devem dançar ao redor da árvore de natal e esperar que suas casas se encham de presentes, doces e matrioscas. Uma experiência diferente e igualmente gratificante, principalmente para os que ainda acreditam.

Ainda sobre rituais, leia: Tradições de casamento: conheça TODOS os seus significados!

Eshma
Foto: Shutterstock – Eshma

Cidade do Cabo (África do Sul): carnaval

No dia 2 de janeiro de cada ano, o Tweede Nuwe-Jaar (Segundo Ano Novo) enche as ruas da Cidade do Cabo com um festival de cores. Os habitantes da capital legislativa do país vestem roupas alegres e chamativas. A comida típica, a música tradicional e as danças fazem a cidade transbordar de alegria.

Índia: Festival das Luzes

Durante cinco dias entre outubro e novembro, a Índia se enche de luzes por causa ao seu famoso Diwali, o Festival das Luzes para dar boas-vindas ao ano novo indiano. Mediante belas lâmpadas de óleo, o país acende suas boas intenções para simbolizar o triunfo do bem sobre o mal. É uma forma de agradecer o mundo por tudo que deu certo, para que os maus pensamentos desapareçam e que a esperança siga vencendo os medos. Os fogos de artifício também iluminam este glorioso recital de luzes.

Raksha Shelare
Foto: Shutterstock – Raksha Shelare

Egito: Lua crescente

Quando a nova lua crescente ilumina o céu, o ano começa para os egípcios. No Cairo, antes do momento lunar, seus habitantes vão à Mesquita de Alabastro para não perder nenhum detalha da noite até que o líder religioso, depois de observar o surgimento da lua crescente, oficializa a chegada do ano novo. Depois, os moradores de Cairo celebram com suas famílias este acontecimento anual, usando vestimentas chamativas especiais, tantos homens como mulheres.

Estados Unidos: beijos

Com certeza você já viu em filmes e séries americanas: é típico beijar alguém na boca no último segundo de 31 de dezembro nos Estados Unidos. É o chamado beijo da meia-noite. Sem ele, serão 365 dias de solidão, jogando pétalas de margarida pela sacada do seu prédio acompanhado de um gato, enquanto abocanha um pão velho que acaba de ser requentado no micro-ondas.

Mesmo que os filmes nos vendam que se pode beijar o primeiro que passar pela frente, os americanos preferem beijar seus parceiros mesmo. Dizem que a origem vem da festa romana de Saturnalia, uma espécie de “libera geral” em que todos os presentes acabavam se beijando.

Sidarta
Foto: Shutterstock – Sidarta

México: festa e curiosidades

Mesmo que a maioria das pessoas festejem até altas horas da madrugada em quase todo mundo, alguns mexicanos optam por varrer suas casas para que a sorte limpa ocupe cada espaço de suas humildes moradias. Outros passam a noite com uma mala nas costas, para que possam, nos meses seguintes, viajar e conhecer o mundo. No México, a tradição da roupa íntima vermelha também impera, talvez isso tenha a ver com o temperamento “apimentado” do seu povo.

Alemanha: fogos de artifícios e restos da ceia

Para os alemães os fogos de artifício servem para espantar os maus espíritos, para que eles não estraguem uma uma boa temporada. Com o objetivo de emanar boas energias, costumam deixar restos da ceia no prato até depois da meia-noite. A ideia é atrair mesa farta para todo o ano.

Conheça o México: uma lua de mel recheada de sabores, natureza e muita alegria!

posztos
Foto: Shutterstock – posztos

Escócia: fogo e first-footing

O fogo é a tônica do fim de ano escocês, conhecido como Hogmanay. Durante a noite do dia 31 de dezembro até o dia 2 de janeiro, as ruas se enchem de tochas, fogos de artifício, barris em chamas e outros elementos inflamáveis que ajudam a afugentar os maus espíritos e inaugurar o novo ano com sorte e abundância. Em Edimburgo esta festa já reuniu mais de 400 mil pessoas nas ruas, entrando para o Livros dos Recordes no ano de 1997 como a maior celebração de ano novo do mundo.

Outra tradição, é a chamada first-footing e se refere à primeira pessoa que pisar na casa de um amigo ou parente depois da meia-noite. O first-foot é quem virá trazer boa sorte para o ano que começa e não pode ter passado a virada do ano dentro da casa. A tradição diz que é preferível que seu first-foot seja um homem alto de cabelos escuros (alguns acreditam que homens ou mulheres de cabelos claros podem trazer má sorte), mas muitos não se importam com a aparência física de seu primeiro visitante do ano. O first-foot costuma trazer diversos presentes cheios de significados. Pode ser uma moeda (prata é considerada boa sorte), pão, sal, carvão, ou uma bebida (geralmente uísque), que representam prosperidade financeira, comida, sabor, calor e bom humor, respectivamente.

Andrea Obzerova
Foto: Shutterstock – Andrea Obzerova

Brasil: Iemanjá, romã, lentilha, sete ondas e roupas íntimas

No Brasil como em várias partes do mundo há uma série de tradições para começar o ano com o pé direito. Presentear Iemanjá com flores, velas, sabonetes etc. significa levar todos os problemas ao fundo do mar ou rio. Guardar sete sementes de romã na carteira até o próximo réveillon é garantia de dinheiro no bolso e comer uma boa colher de lentilha significa fartura na mesa para todo o ano.

Se estiver na praia não se esqueça ainda de pular as sete ondas para superar as dificuldades no ano que estar por vir. Já a roupa íntima deve ter a cor correspondente ao seu desej0 para o ano que começa: branco (paz), vermelho (amor), amarelo (dinheiro), verde (esperança) etc.

E nunca, em hipótese alguma, consuma aves na noite da virada, como ciscam para trás significam atraso de vida. Prefira carne de porco ou peixes que estão sempre movimentando para frente.

Foto: Acervo Blog Destino Carioca

Aqui você pôde ver alguns das tradições de fim de ano espalhados pelo nosso mundo. Para alguns são super normais, para outros um tanto quanto estranhas. Louco ou normal, não importa: o importante é desfrutar desse dia tão especial e único da melhor maneira possível, afinal é o último dia do ano!

Agora que você já sabe as tradições de cada canto do mundo, conheça alguns convidados que devem ser evitados para as festas, leia: 6 tipos de convidados de casamento que SEMPRE perdem a linha!

Mais informação sobre

Deixe seu comentário

Foto: Linda Lomelino Photographer & cookbook
Ideias originais para bolos de casamento: conheça as tendências mais lindas, saborosas e criativas para 2018!
Se está em busca de um bolo capaz de surpreender a todos os seus convidados, confira nossa seleção com as ideias originais para bolos de casamento: conheça as tendências mais lindas, saborosas e criativas para 2018!
Fonte: Pinterest
Os buquês mais originais de 2018 serão os 'hoop bouquets'. Você conhece?
Os buquês são parte essencial do visual da noiva. Atreva-se a ser diferente no seu casamento e aposte no buquê em arco que é tendência para 2018!
Tendências de maquiagem inverno 2017: naturais, Rose Gold e tons terrosos em alta!
Tendências de maquiagem inverno 2017: naturais, Rose Gold e tons terrosos em alta!
Confira agora as maiores apostas de maquiagem da estação e descubra a tendência de make mais combina com o seu estilo! Tendências de maquiagem inverno 2017: você não pode perder!

Crie grátis um site perfeito para seu casamento!

100% personalizável e com centenas de temas para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar no Zankyou!
O Zankyou oferece a oportunidade de mostrar o melhor da sua empresa para milhares de noivos que nos utilizam na organização do seu casamento em 23 países. Mais informações